Desporto

Open da Austrália: tenista celebra vitória antes do fim do jogo

Open da Austrália: tenista celebra vitória antes do fim do jogo
Ng Han Guan/AP

O momento insólito aconteceu no tie-break do terceiro e derradeiro set do encontro que pôs frente a frente Danielle Collins e Karolina Muchova, na 2.ª ronda do primeiro Grand Slam da temporada.

Por distração ou, quem sabe até, desconhecimento das regras, a tenista norte-americana Danielle Collins protagonizou, esta quarta-feira, um momento insólito num dos courts do Open da Austrália.

Afinal, o que se passou? Collins, atual número 11 do ranking WTA, celebrou a vitória não uma mas duas vezes, literalmente. Acontece que, a primeira vez que fez a festa, não tinha terminado o encontro frente a checa Karolina Muchova (31.ª do WTA).

Ditam as regras que, os tie-breaks - mesmo os dos últimos sets na maioria dos torneios - terminam aos sete pontos, se houver uma vantagem de pelo menos dois pontos. Neste jogo, o primeiro até terminou dessa forma: Karolina Muchova venceu-o por 7-1.

Danielle Collins reagiu bem e impôs-se no segundo set 6-2. E achou (só ela) que tinha fechado o encontro quando fez o 7-3. Só que não.

Sem mais demoras, atirou a raquete ao chão e ergueu os braços celebrando a vitória. Mas quando se dirigia à rede para cumprimentar a adversária percebeu que algo não estava bem.

O árbitro explicou-lhe que é essa a regra do regulamento do torneio desde a edição de 2019. E que regra é essa? O tie-break do terceiro e derradeiro set só é vencido quando o tenista chega aos dez pontos.

Apesar da celebração, Danielle Collins reagiu bem e conseguiu retomar a concentração para fechar de forma vitoriosa o tie-break, por 10-6.

Últimas Notícias