Desporto

Vitória épica de Andy Murray em "batalha" de quase seis horas no Open da Austrália

Andy Murray passa à terceira ronda do Open Austrália após jogo que durou até às quatro da manhã
Andy Murray passa à terceira ronda do Open Austrália após jogo que durou até às quatro da manhã
HANNAH MCKAY/Reuters

O tenista escocês qualificou-se para a terceira ronda do torneio do Grand Slam após uma reviravolta que levou o encontro com Thanasi Kokkinakis até às quatro da manhã na Austrália.

O tenista britânico Andy Murray qualificou-se esta quinta-feira para a terceira ronda do Open da Austrália, após uma reviravolta frente ao australiano Thanasi Kokkinakis, num encontro que terminou depois das 4 da manhã em Melbourne.

Depois de ter perdido os dois primeiros 'sets', Murray, 66.º do ranking mundial, conseguiu dar a volta a Kokkinakis, 159.º, por 4-6, 6-7 (4-7), 7-6 (7-5), 6-3, 7-5, após cinco horas e 45 minutos de encontro.

Eram 04:04 em Melbourne quando Murray, de 35 anos e que foi operado várias vezes à anca, pôde festejar o triunfo no mais longo encontro da sua carreira, superando em 38 minutos o anterior máximo que tinha estado num 'court'.

O encontro até podia ter sido concluído bem mais cedo, uma vez que Kokkinakis esteve a servir para fechar o encontro no terceiro set, mas acabou por permitir o 'break' a Murray.

O jogo quebrou recordes?

Apesar da hora tardia, este nem foi o encontro que terminou mais tarde num torneio do Grand Slam, uma vez que, em 2008, no mesmo palco, o australiano Lheyton Hewitt e o cipriota Marcos Baghdatis terminou às 04:34.

Este foi igualmente o segundo encontro mais longo da história do primeiro torneio do Grand Slam da temporada, apenas superado pelas cinco horas e 53 minutos da final de 2012, na qual o sérvio Novak Djokovic derrotou o espanhol Rafael Nadal.

Murray, que pela segunda vez neste torneio foi obrigado a jogar cinco sets, passou a ser o jogador com mais reviravoltas em 'majors' depois de ter conseguido hoje a 10.ª, mais uma do que o suíço Roger Federer.

Cinco vezes finalista em Melbourne, o escocês, que venceu duas vezes Wimbledon e uma o Open dos Estados Unidos, não atingia a terceira ronda desde 2017, quando chegou a anunciar que aquele podia ser o seu último Open da Austrália.

Na terceira ronda, Murray vai defrontar o espanhol Roberto Bautista Agut, 25.º da hierarquia ATP, que afastou o português João Sousa na primeira ronda.

Últimas Notícias
Mais Vistos