Desporto

"Quero deixar um legado": Fernando Santos já foi apresentado como selecionador polaco

Loading...

Técnico assinou contrato até 2026. É o segundo português no cargo de selecionador da Polónia.

Fernando Santos foi apresentado esta terça-feira como selecionador da Polónia. O técnico português assinou contrato até 2026. Na apresentação, disse que quer "deixar um legado".

A cerimónia juntou dezenas de jornalistas. Na sala do estádio Gorski, em Varsóvia, Fernando Santos entrou sorridente para ser apresentado como novo selecionador da Polónia.

Posou para a fotografia e mostrou ao mundo a camisola que vai defender a partir de agora. Depois da conquista do Europeu com Portugal, o técnico português quer outros feitos agora com a Polónia.

“Quero fazer na Polónia o que fiz na Grécia e em Portugal. Quero deixar um legado, algo que permaneça (...), quero lançar as bases para a construção de uma nova seleção, centrando-me também nas camadas jovens”.

Sustentou que há duas palavras importantes que norteiam o trabalho: uma é a palavra "Nós" porque entende que o coletivo está acima de tudo e a outra é "ganhar".

“Devolver a paixão e a alegria” à Polónia

A propósito de vitórias, garantiu que deseja ganhar tudo para dar alegrias aos polacos. Fernando Santos prometeu "devolver a paixão e a alegria" à representação polaca, assinalando que "os clubes trabalham muito a componente física", pelo que, "na seleção, as questões mentais e emocionais são mais importantes" para extrair o melhor desempenho dos jogadores".

Depois da Grécia e de Portugal, Fernando Santos vai orientar uma seleção pela terceira vez. Será o segundo português no cargo, depois de Paulo Sousa, que saiu de forma pouco pacifica, quando no final de 2021 decidiu ir para o Flamengo.

O técnico de 68 anos vai passar a viver na Polónia e vai ter dois adjuntos polacos numa equipa técnica que maioritariamente será portuguesa.

O contrato de Fernando Santos é válido até 2026, ano em que se vai realizar o próximo Campeonato do Mundo de futebol nos Estados Unidos, no Canadá e no México.

Últimas Notícias
Mais Vistos