Economia

Cidades europeias querem banir viaturas a gasóleo

Cidades europeias querem banir viaturas a gasóleo

Há 11 cidades europeias que vão proibir a entrada de veículos a gasóleo a partir de 2025. Madrid, Paris e Atenas são algumas dessas cidades. Na Alemanha, a proibição poderá acontecer já no próximo ano em vários centros urbanos. O Ministério do Ambiente português afirmou à SIC que por cá também estão a ser estudadas medidas nesse sentido.

A ministra do Ambiente alemã avisou na semana passada que poderá ter de proibir a circulação de automóveis a gasóleo no centro das cidades já a partir de 2018.

Segundo o Diário de Notícias, a venda de carros a gasóleo está a cair por toda a Europa. Sendo que na Alemanha a maior parte dos stands já tiveram de baixar os preços, numa altura em que quase um terço dos alemães está a pensar trocar o carro a gasóleo.

Várias cidades europeias têm planos mais ou menos ambiciosos para retirar de circulação os veículos
com motor de combustão interna. Madrid promete banir os motores a gasóleo do centro urbano em 2020. Atenas e Paris anunciaram que irão proibir a circulação destes veículos a partir de 2025.

Oslo, na Noruega, anunciou para 2019 a proibição não só carros a gasóleo mas também a gasolina no centro da cidade. E o governo norueguês pretende estender a medida a todas as cidades do país a partir de 2025.

Por seu lado, os governos francês e britânico já anunciaram que irão proibir a própria venda de automóveis
com motores de combustão interna a partir de 2040, na sequência do Acordo de Paris. que prevê a transição para uma economia de baixo carbono.

Contactado pela SIC, o Ministério do Ambiente disse que em Portugal também estão a ser estudadas medidas
a adotar nas cidades portuguesas, que serão incluídas no Roteiro de Baixo Carbono ainda em preparação.

O problema dos motores de combustão a gasóleo é sobretudo a emissão de partículas finas e óxidos de azoto
com impactos muito negativos na qualidade do ar e na saúde pública. Mas também contribuem, tal como os motores a gasolina, para as alterações climáticas, devido à emissão de dióxido de carbono para a atmosfera.