Economia

Família Mota passa a deter 64,67% do capital da Mota-Engil

A família Mota, através da FM - Sociedade de Controlo, reforçou a sua posição na Mota-Engil SGPS, passando a deter 64,67% do capital social da empresa, segundo um comunicado enviado esta quarta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com o comunicado, "no dia 30 de agosto de 2017 a Mota Gestão e Participações, SGPS, S.A. adquiriu uma participação financeira de 51% no capital social da sociedade António Lago Cerqueira, a qual, por sua vez, naquela data detém 3.091.577 ações da Mota-Engil, representativas de 1,3% do seu capital social."

Depois desta transação, passaram a ser imputáveis à F.M. - Sociedade de Controlo, SGPS, S.A.,[...] 153.605.648 ações representativas do capital social da Mota-Engil, SGPS, S.A., correspondentes a 64,67% do seu capital social.

A estrutura de acionistas do Grupo Mota-Engil é constituída maioritariamente pela Família Mota, através da FM -- Sociedade de Controlo, que mantém uma posição de referência desde a fundação do Grupo em 1946.

As ações da Mota-Engil fecharam hoje a subir 2,08% na bolsa de Lisboa para 2,41 euros, no dia em que a construtora divulgou que registou um resultado líquido de 4,6 milhões de euros entre janeiro e junho, uma descida de 94% face ao lucro de 72 milhões de euros obtido no período homólogo do ano passado, revelou hoje a construtora.

Lusa