Economia

Vodafone começa a testar a primeira antena 5G em Lisboa

Thilo Schmuelgen

A empresa lembrou que realizou a primeira ligação 5G em Portugal há três meses.

A Vodafone Portugal colocou esta quinta-feira em funcionamento a primeira antena de quinta geração (5G) do país, no seu edifício sede, no Parque das Nações, em Lisboa, disse a operadora em comunicado.

A rede 5G "fica desde já disponível para que todas as empresas, universidades e startups que integram o centro de inovação Vodafone 5G Hub possam testar os seus projetos", lê-se na mesma nota.

A empresa lembrou que realizou a primeira ligação 5G em Portugal há três meses, "com o protótipo de um smartphone 5G".

Citado no mesmo comunicado, Pedro Santos, responsável pelo Vodafone 5G Hub, referiu que a empresa acredita que os projetos que se desenvolvem no seu "laboratório de inovação a partir da rede 5G vão contribuir para ficar a conhecer ainda melhor a tecnologia e, assim, explorar de uma forma muito mais concreta a sua utilização futura".

O Vodafone 5G Hub foi criado em junho e conta com sete parceiros: Ericsson, Altran e Celfinet, as startups Nimest e Parkio, o Instituto Superior Técnico (IST) e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). "A par da Vodafone, serão estas as primeiras organizações a usufruir desta rede de testes", lê-se na mesma nota.

A operadora deu ainda conta da "disponibilidade demonstrada pela Anacom [Autoridade Nacional de Comunicações] em responder positivamente ao pedido de utilização temporária de espectro na faixa dos 3,6GHz (Gigahertz), para que sejam testadas em ambiente real todas as possibilidades que esta tecnologia vai trazer".

De acordo com a Vodafone, esta instalação leva à disponibilização de características que "permitem que a rede seja distribuída de forma muito mais seletiva e direcionada, maximizando a capacidade de propagação, diminuindo interferências e permitindo tirar o máximo partido do espectro disponível".

A Vodafone garantiu ainda que a rede de testes tirará partido da atual 4G e que a antena em causa está "ligada a uma infraestrutura comum com todas as suas funções totalmente virtualizadas, configuração que vai permitir aferir algumas das particularidades imediatas do 5G".

Até ao fim do ano, a operadora irá avançar com a instalação de mais antenas em Lisboa e Porto.

Lusa

  • E Se Fosse Consigo? A pobreza e a exclusão social
    34:51