Economia

Bruxelas prevê recessão de 6,8% e desemprego nos 9,7% em Portugal

Yves Herman/ Reuters

A Comissão Europeia prevê também que o défice das contas públicas em Portugal atinja os 6,5% do PIB em 2020.

A Comissão Europeia prevê para Portugal, em 2020, uma recessão de 6,8% e que a taxa de desemprego suba para os 9,7% devido ao impacto da pandemia de covid-19, foi hoje divulgado.


Estas previsões são mais otimistas do que as do Fundo Monetário Internacional (FMI), que previu uma quebra económica de 8,0% e desemprego de 13,9% em 2020.


Para 2021, a Comissão Europeia estima uma recuperação da economia portuguesa de 5,8%, bem como uma diminuição da taxa de desemprego dos 9,7% para os 7,4%.

Défice português nos 6,5%

Bruxelas previu também que o défice das contas públicas em Portugal atinja os 6,5% do PIB em 2020, com a dívida pública a atingir os 131,6% do PIB.

A Comissão Europeia prevê para 2021 uma diminuição do défice orçamental nacional para os 1,8% do PIB, bem como uma descida da dívida pública para os 124,4% do PIB.