Economia

PGR recusa-se a travar futuras vendas de ativos do Novo Banco

http://www.ministeriopublico.pt

Pedido tinha sido feito pelo primeiro-ministro.

A Procuradoria-Geral da República recusa-se a travar futuras vendas de ativos do Novo Banco, tal como tinha pedido o primeiro-ministro. A entidade concluiu que não existem provas de que as futuras vendas vão causar danos ao Estado.

O Governo tinha pedido à PGR para avançar com uma ação de natureza cautelar para proteger os interesses financeiros do Estado.

No entanto, com os documentos que o Novo Banco e o Fundo de Resolução enviaram, a Procuradoria-Geral da República diz que é precipitado dizer que a venda de ativos realizada até agora foi feita ao desbarato.

Auditoria idendifica falhas na análise de risco do Novo Banco e do BES

O Parlamento divulgou esta terça-feira a auditoria da Deloitte ao Novo Banco. O documento com 300 páginas omite a informação considerada confidencial, como montantes e devedores.

O relatório conclui que o BES concedia créditos sem analisar o risco e que o Novo Banco vendeu, de facto, imóveis com desconto sem explicar porquê.

Deputados aprovam audições urgentes a Mário Centeno e a João Leão

Os deputados aprovaram as audições urgentes a Mário Centeno e ao sucessor, o atual ministro das Finanças, João Leão, depois de ter sido tornada pública a auditoria da Deloitte ao Novo Banco.