Economia

Caso EDP. Tribunal reduz medida de coação a João Conceição 

Ainda assim, é uma derrota para a defesa do administrador da REN.

O Tribunal da Relação de Lisboa decidiu reduzir de 500 mil euros para 100 mil euros a medida de coação aplicada a João Conceição, administrador da REN, que é também arguido no processo da EDP.

É, no entanto, uma derrota para a defesa de João Conceição, que alegava não existirem motivos para o pagamento de qualquer montante.

No acórdão a que a SIC teve acesso, os desembargadores dizem que, face à gravidade dos crimes imputados ao arguido e ao perigo de perturbação do inquérito, justificam-se as medidas de coação.

Para além da caução, o administrador da REN está ainda proibido de contactos com António Mexia e outros antigos administradores da EDP.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia