Economia

Biden vai nomear para o Comércio especialista em relações com a China

Twitter

Katherine Tai, advogada especializada em questões de comércio livre e China, deverá ser a representante da pasta do Comércio.

Joe Biden vai nomear Katherine Tai, uma advogada especializada em questões de comércio livre e China, para representante do Comércio, noticiaram na quarta-feira jornais norte-americanos.

A americana de origem asiática apontada para o influente cargo no United States Trade Representative (USTR) fala fluentemente mandarim e trabalhou de 2007 a 2014 no USTR, onde defendeu os Estados Unidos na Organização Mundial do Comércio nas divergências com a China.

Segundo os seus apoiantes, Katherine Tai "tem conhecimentos especializados que podem ajudar os Estados Unidos a confrontar Pequim em questões como o trabalho forçado e os direitos de propriedade intelectual, preservando simultaneamente uma relação comercial eficaz entre as duas maiores economias mundiais", pormenoriza a página na Internet Politico.

Katherine Tai "desempenhou um papel fundamental na formação do novo acordo de comércio livre norte-americano", observa o New York Times.

É a asiático-americana que será responsável pelo restabelecimento das relações comerciais sino-americanas, prejudicadas pela guerra comercial de dois anos liderada por Donald Trump.

Se a nomeação de Katherine Tai, licenciada pelas prestigiadas universidades de Yale e Harvard, for oficializada pelo futuro presidente, terá então de ser confirmada pelo Senado, para poder suceder a Robert Lighthizer no cargo.

Joe Biden, que deverá entrar na Casa Branca em 20 de janeiro, começou a apresentar a sua equipa económica em 01 de dezembro, com a antiga presidente do Banco Central (Fed), Janet Yellen, como secretária do Tesouro, o equivalente a ministra das Finanças.

A identidade do futuro responsável pelo Departamento do Comércio ainda não é conhecida.

Veja também:

  • Dez dicas para pais, alunos e escolas no regresso às aulas

    País

    O regresso à escola é sempre desafiante para pais, crianças e professores. Os novos começos não são fáceis e, por isso, às vezes é bom contar com ajuda. Reunimos dez dicas: cinco de um professor e cinco de uma psicóloga que podem ser usadas como um guia prático para quem quer entrar com o pé direito no novo ano letivo.

    Ana Luísa Monteiro