Economia

Governo estima que TAP comece a devolver apoios do Estado em 2025

Rafael Marchante

O Estado espera que o seu contributo seja realizado, sobretudo, através de garantias públicas.

O Governo estima que a TAP tenha condições para começar a devolver os apoios do Estado em 2025, mas até lá poderá ter de receber um valor superior a 3,7 mil milhões de euros, segundo o ministro das Infraestruturas.

Durante a apresentação do plano de reestruturação da TAP, Pedro Nuno Santos referiu que até 2024 a companhia poderá precisar de um valor entre 3,4 mil milhões de euros e de mais de 3,7 mil milhões de euros, estimando ainda que, nesse ano, poderá já gerar resultados operacionais positivos.

"O pior que podia acontecer era chegarmos a 2025 e voltarmos a ter problemas na TAP", salientou, referindo que este plano tem como objetivo fazer uma reestruturação tendo já em vista a operação a médio prazo.

O Estado espera que o seu contributo seja realizado, sobretudo, através de garantias públicas.

Sindicato insiste que pilotos da TAP têm salários inferiores aos de outras companhias europeias

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) insiste que os pilotos da TAP têm salários inferiores aos de outras companhias europeias. Numa conferência de imprensa onde tentou rebater alguns dos argumentos do Governo, o sindicato acusou o ministro das Infraestruturas de divulgar dados incorretos sobre a companhia.

"Há várias pessoas, como o senhor ministro das Infraestruturas, que têm passado alguns dados que não estão corretos e nós temos como prová-lo", lamentou Alfredo Mendonça, em conferência de imprensa, em Lisboa.

O SPAC disse ainda desconhecer qual a origem dos dados que apontam que a TAP tem mais pilotos do que as congéneres, defendendo que estes não são verdadeiros.