Economia

TAP avança com lay-off

A solução encontrada para evitar mais cortes nos salários dos pilotos e tripulantes.

A TAP vai avançar com o regime de lay-off que pode passar pela redução dos períodos normais de trabalho ou pela suspensão de contratos por um ano.

A decisão surgiu depois de pilotos e tripulantes terem aprovado o acordo de emergência. Assim, fica afastado o regime sucedâneo que implicaria cortes mais duros na empresa.

Num comunicado enviado esta sexta-feira aos trabalhadores, o conselho de administração assegura que o lay-off não prevê a redução dos salários, além do que já está previsto nos acordos de emergência, que foram aprovados esta sexta-feira.

Todos os colaboradores vão ser informados individualmente sobre a modalidade que lhes será aplicada.

  • "Quando cheguei ao hospital estava a ter um enfarte"

    Olhar pela Saúde

    Anos a fio de uma alimentação à base de gorduras e excesso de sal, tabagismo e sedentarismo fizeram com que José Santos fosse parar a uma cama de hospital aos 48 anos. O diagnóstico: enfarte agudo do miocárdio provocado por colesterol elevado e hipertensão arterial. Vários hábitos tiveram de mudar e as idas ao médico passaram a ser mais frequentes.

    Exclusivo Online

    Bárbara Ferreira

  • 2:33