Economia

Insolvência da Groundforce. "Trabalhadores vão trabalhar normalmente no período de transição"

Explicações do jornalista e diretor executivo do Jornal Eco Pedro Sousa Carvalho.

O jornalista e diretor executivo do Jornal Eco Pedro Sousa Carvalho diz que, para já, os trabalhadores da Groundforce vão continuar a trabalhar normalmente.

Diz ainda que o cenário mais provável é a restruturação da empresa pelo gestor de insolvência.

Insolvência da Groundforce não cessa contratos e salários vão ser pagos

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava), esclareceu que a insolvência da Groundforce é uma "solução transitória", que não cessa os contratos de trabalho, e adiantou que os salários vão ser pagos.

O Sitava esteve reunido com o Governo e com a TAP, após o Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa ter declarado insolvência da SPdH/Groundforce.

"Esta é uma solução transitória, não estando em causa as licenças de assistência em escala, nem sequer a cessação dos contratos de trabalho, pelo que foi feito um apelo por parte do Governo e da TAP de continuarmos a trabalhar no sentido da recuperação da empresa, principalmente num momento tão importante de captação de receitas e de manutenção de confiança com todos os clientes", adiantou a direção do Sitava numa nota enviada aos associados, a que a Lusa teve acesso.