Economia

O impacto do aumento do preço dos combustíveis nas grandes empresas de transportes

Eurico Bastos

Eurico Bastos

Repórter de Imagem

Empresa de Estarreja gastou em setembro mais 527.000 euros só em combustível.

Uma das maiores empresas de transporte nacional e internacional tem uma fatura de 100 milhões de euros por ano. Este ano prevê um agravamento de cerca de 5 milhões de euros na despesa deste ano só em gasóleo.

Os 900 carros percorrem, em média, 7 milhões de quilómetros por mês.

Transporta principalmente mercadorias perigosas e produtos alimentares, dentro, mas também fora do país.

Tem abastecimento próprio na sede em Estarreja, a preços mais baixos do que preço comercial, mas ainda assim, fica mais barato abastecer para lá das fronteiras.

Como é a empresa de transportes com mais fluxo no país, pede ao Governo que, nesta fase, olhe com uma atenção especial para o setor e volte a ponderar a atribuição de benefícios fiscais.

De 2020 para 2021, a despesa total com gasóleo passou de 24% para 30%. Um peso de mais 6%, que afeta o proveito líquido da empresa.

VEJA TAMBÉM: