Economia

Condutores de carros elétricos estão a ser surpreendidos com faturas dos carregamentos

Loading...
Num caso a que a SIC teve acesso, mais de metade do valor pago foi para taxas.

Os condutores de carros elétricos estão a ser surpreendidos com as faturas dos carregamentos. Num caso a que a SIC teve acesso, mais de metade do valor pago foi para taxas.

Quando põe o carro a carregar, as operadoras cobram dois valores: o da energia fornecida por quilowatt-hora e o do tempo que o carro demora até ficar carregado.

Quem estiver menos informado destas diferenças, pode ser surpreendido.

A SIC questionou algumas das operadoras responsáveis pelos carregamentos em Portugal - EDP, GALP e Ionity - para perceber os preços praticados e as taxas cobradas.

Até ao fecho da reportagem acima, a EDP Comercial foi a única a responder. Disse que os valores variam consoante o tipo de carregamento, normal ou rápido, e o local onde é feito.

Sobre a taxa OPC (Operador de Pontos de Carregamento), a EDP esclarece que os preços estão em linha com os de outros mercados europeus e que, em comparação com os do gasóleo e da gasolina, continuam a ser mais competitivos.

O preço dos carregamentos varia consoante a hora, o local, o carregador e o carro elétrico utilizado. É, por isso, importante que os condutores conheçam bem as necessidades dos veículos para não serem surpreendidos com faturas elevadas.

Por enquanto, a opção mais em conta é carregar em casa.

Veja também:

Últimas Notícias
Mais Vistos