Economia

Roupas nem pensar e férias este ano não há, a culpa é da inflação

Loading...

A inflação continua a subir e a carteira dos portugueses a encolher.

No dia em que o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou dados provisórios mas que indicam que a inflação continuou a subir em julho, fixando-se no valor mais elevado desde novembro de 1992, a SIC conversou com consumidores e comerciantes sobre as dificuldades que já estão a enfrentar.

"Não sei se é da guerra, se é da covid-19, sei que está um caos. As pessoas dizem 'é um euro, mas um euros são 200 escudos é dinheiro e é um dinheiro que não dá para juntar, some"

"Roupas nem pensar, é de longe a longe, e ir de férias este ano não se pode ir. A vida está muito má"

A inflação está a deixar os portugueses aflitos. Compram menos, por mais dinheiro e no final do mês sobra pouco ou nada. Queixam-se os clientes, lamentam-se os comerciantes.

"Nós pedimos desculpa e as pessoas compreendem. Estão chateadas porque o aumento é em todo o lado. E nós fomos obrigados, os fornecedores aumentaram e nós tivemos de aumentar também. Gastamos muito óleo [por exemplo] e o aumento foi muito"

Últimas Notícias
Mais Vistos