Economia

Governo ainda não decidiu se irá travar aumento de 5% nas rendas

Governo ainda não decidiu se irá travar aumento de 5% nas rendas
Ao jornal Público, o Ministério das Infraestruturas e da Habitação diz que o tema ainda está em análise.

O Governo ainda não decidiu se vai ou não impor um travão ao aumento das rendas que poderão ultrapassar os 5% no próximo ano. Ao jornal Público, o Ministério das Infraestruturas e da Habitação diz que o tema ainda está em análise.

O valor das rendas em Portugal tem disparado de forma sucessiva. São frequentemente atingidos novos recordes e no próximo ano o aumento poderá ser de 5%. O Governo ainda não tem a certeza que decisão irá tomara acerca destas constante subidas que se têm acentuado ao longo dos últimos meses.

O Novo Regime do Arrendamento Urbano estipula que o INE é que tem a responsabilidade de apurar o coeficiente de atualização de rendas, tendo este de constar de um aviso a publicar em Diário da República até 30 de outubro de cada ano para se tornar efetivo. Após esta publicação os senhorios poderão decidir se aumentam o valor da renda ou não. Se decidirem proceder à subida da renda só o poderão fazer efetivamente 30 dias após o anúncio.

É espectável que muitos senhorios levem a cabo aumentos significativos tendo em conta a inflação e o aumento do custo de vida que tem afeado a vida da grande maioria dos portugueses. O Ministério das Infraestruturas e da Habitação, revelou ao Jornal Público que está a acompanhar a situação, mas que para já não revela se haverão medidas incluídas no pacote que o Governo vai aprovar no Conselho de Ministros extraordinário agendado para a próxima segunda-feira.

Enquanto a dúvida se o Governo irá travar a subida de 5% no valor das rendas se mantém, muitos inquilinos acreditam que os aumentos consecutivos serão insustentáveis. Por outro lado os proprietários mostram-se contra o congelamento das rendas.

Últimas Notícias
Mais Vistos