Economia

PCP acusa Governo de “embuste” aos pensionistas

Loading...
Partido diz que as medidas apresentadas não dão uma resposta aos problemas do país.

O PCP considera que as medidas apresentadas não dão uma resposta estrutural aos problemas do país, são “curtas e parciais” e acusou o Governo de “um embuste” aos pensionistas.

“No caso destas prestações, não só não se vai responder ao poder de compra que já se perdeu este ano, como, por outro lado, em relação aos pensionistas, estamos perante uma autêntica fraude, um verdadeiro embuste que tem de ser denunciado”, acusou o deputado Bruno Dias.

“Ao ser anunciado meia pensão, se contabilizarmos o que vai ser o resultado ao longo do ano de 2023 na atualização aquém daquilo que a lei hoje prevê, olhe, podemos dizer que é uma meia pensão que nem dá para o pequeno-almoço”.

Os reformados vão receber em outubro um suplemento extra equivalente a meia pensão, anunciou o primeiro-ministro, adiantando também que as pensões vão subir em janeiro entre 3,53% e 4,43%.

As medidas integram o pacote de apoios às famílias para fazer face ao aumento do custo de vida.

Últimas Notícias