Economia

Setor da indústria com os planos furados devido ao aumento da inflação

Loading...
Trocar fornos a gás natural por um sistema alterantivo é uma opção para as empresas, mas, com o aumento da inflação, o plano tornou-se insustentável.

A subida dos preços e, nalguns casos, a falta de materiais, tem tido um grande impacto no setor da indústria. É o caso de uma panificadora, que investiu num novo sistema para conseguir poupar, mas acabou a sair prejudicada e a perder dinheiro.

A panificadora Panisol existe há quase 70 anos e produz 100.000 unidades de pão por dia. Para poupar, quiseram, no ano passado, trocar alguns fornos que trabalhavam a gás natural por um sistema de pellets, um combustível sólido composto por resíduos de madeira prensados, mas o plano não correu bem.

"Em dezembro de 2021, comprávamos a tonelada das pellets a 193 euros e neste momento está a 520 euros", justificou António Robalo, administrador da empresa.

António esperava que os custos associados ao gás natural baixassem, uma vez que reduziu o seu consumo, o que não aconteceu. A empresa, em junho de 2021, pagava cerca de 10.000 euros pelo consumo de 22.000 metros cúbicos de gás natural, mas este ano o preço triplicou para 33.000 euros.

A administração garante que tem feito de tudo para que, apesar do aumento dos preços dos materiais, ninguém seja despedido.

Últimas Notícias
Mais Vistos