Economia

Taxas de juro vão subir nas próximas reuniões do BCE, alerta Lagarde

Taxas de juro vão subir nas próximas reuniões do BCE, alerta Lagarde
KENZO TRIBOUILLARD

"Temos de trazer a inflação de volta aos 2,0%” para que as consequências para a economia não sejam mais graves do que o aumento do custo do crédito.

A Presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, anunciou esta quarta-feira o aumento das taxas de juro nas próximas reuniões do Conselho do BCE para combater a inflação - a próxima decorre no dia 27 de outubro.

"A médio prazo temos de trazer a inflação de volta aos 2,0% e faremos o que temos de fazer. Isto é, continuar a aumentar as taxas de juro nas próximas reuniões", disse Christine Lagarde num evento em Frankfurt.

Segundo a Presidente do banco, se o BCE não optar por esta via, as consequências para a economia serão mais graves do que o aumento do custo do crédito.

"O nosso objetivo não é reduzir o crescimento, o nosso objetivo essencial é assegurar a estabilidade dos preços. Isso é algo que o BCE tem de conseguir", disse.

O Banco Central Europeu aumentou as taxas de juro no passado mês de julho pela primeira vez desde 2011. Nessa ocasião, a taxa de juro de referência subiu 0,50 pontos percentuais. Na segunda etapa, em setembro, registou-se uma subida de 0,75 pontos percentuais, de modo que a taxa de juro de referência se situa agora em 1,25%. Em agosto, a inflação homóloga na zona euro atingiu 9,1%.

A estabilidade de preços deve ser assegurada, defende o BCE, quando a inflação homóloga é ligeiramente inferior a 2,0%. Antes da mudança em julho, o Banco Central Europeu tinha prosseguido durante anos uma política de redução das taxas de juro a fim de contrariar primeiro as consequências da crise da dívida e depois o impacto económico da pandemia.

A próxima reunião do conselho do BCE está agendada para 27 de outubro.

Últimas Notícias
Mais Vistos