Economia

Vistos gold tornaram-se um "flop absoluto"

Loading...

O presidente da Frente Cívica, Paulo Morais, analisa o impacto dos vistos gold em Portugal.

O presidente da associação Frente Cívica, Paulo Morais, critica o Governo que implementou os vistos gold no país e defende que o seu "fim já veio tarde". O primeiro-ministro afirmou estar a avaliar a continuidade do programa e admite que o visto "já cumpriu a função que tinha de cumprir". Em contrapartida, Paulo Morais aponta que esse "objetivo nunca foi cumprido".

O programa dos vistos gold consistia em fixar empresários e investidores em Portugal para acompanhar a criação de empresas. Contudo, tornou-se um "flop absoluto e, por isso, sauda-se o fim", considera Paulo Morais.

O presidente da Frente Cívica conclui que os vistos gold acabaram por favorecer os estrangeiros ricos que conseguiam residência em Portugal para garantirem, muitas vezes, imunidade criminal.

Este programa entrou em vigor em outubro de 2012, durante o Governo de Pedro Passos Coelho.

Últimas Notícias
Mais Vistos