Afeganistão

Afeganistão. Prioridade do Reino Unido é retirar britânicos e cidadãos que colaboraram com o país

Correspondente SIC

Para que a operação decorra em segurança, o Governo reforçou o contingente militar.

Perante a tomada de Cabul por parte dos talibã, o Reino Unido coloca como prioridade a retirada de cidadãos britânicos que estão no Afeganistão, assim como os cidadãos afegãos que ao longo dos últimos 20 anos têm colaborado com o país.

Desde interpretes, tradutores ou ajudantes das embaixadas ou dos militares, o Reino Unido emprego, segundo dados de 2003 a 2014, cerca de 7.000 cidadãos afegãos.

Muitos destes cidadãos já estarão em solo britânico, mas há ainda quem tenha de esperar pelo voo humanitário que o retirará do Afeganistão.

Na madrugada desta segunda-feira chegou o primeiro voo humanitário que trazia 350 passageiros, entre britânicos e afegãos. O objetivo é subir este valor para entre 1.000 e 1.200 pessoas por dia nos próximos dias.

A operação de resgate é arriscara e, por isso, o Governo britânico já reforçou o contingente militar no Afeganistão. Foram enviados 600 militar nos últimos dias e mais 300 esta segunda-feira.

► VEJA MAIS:

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros