Assalto em Tancos

Costa garante que só soube do memorando de Tancos no dia da demissão do ministro

Pedro Nunes

Primeiro-ministro respondeu por escrito aos deputados. Confira aqui as respostas.

O primeiro-ministro diz que só soube do memorando de Tancos no dia da demissão do ministro da Defesa. Foi o que garantiu, por escrito, aos deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito a Tancos.

António Costa explica que recebeu o memorando da Polícia Judiciária Militar a 12 de outubro de 2018, o dia da saída de Azeredo Lopes e nega também ter sabido antes dessa data da recuperação do material militar na Chamusca, quatro meses depois do assalto.

O furto de material militar dos paióis de Tancos aconteceu no final de junho de 2017. 21 pessoas já foram constituídas arguidas.

Veja aqui as respostas de António Costa na íntegra.