Assalto em Tancos

Ministério Público conclui acusação ao roubo em Tancos até quinta-feira

Há 25 arguidos no processo.

O Ministério Público vai concluir o despacho de acusação do caso do roubo de armas de Tancos até ao final desta quinta-feira.

Já há 25 arguidos no processo, entre eles João Paulino, alegado mentor do plano do roubo, preso preventivamente desde setembro.

A SIC sabe que, do processo, constam diversas escutas telefónicas, incluindo as que foram feitas a Vasco Brazão, líder da investigação na Polícia Judiciária Militar.

Numa delas, o major diz à irmã que o "papagaio-mor do reino" sabia da investigação paralela e do plano de encobrimento crime.

A investigação chegou na altura a admitir a possibilidade de se referir ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. A defesa de Vasco Brazão entretanto já garantiu que o major não se referia ao chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa sempre negou ter sido informado da encenação negociada com os assaltantes. A escuta em causa não consta da acusação.