Eleições Autárquicas

André Ventura afirma que "não há tribunal que termine com o Chega"

Líder do partido refere-se à decisão do tribunal da Relação, que condenou André Ventura por insultar família no Bairro da Jamaica.

O líder do Chega, André Ventura, diz que não há nenhum tribunal que impeça o partido de continuar. O tribunal de Relação de Lisboa confirmou a condenação de André Ventura por causa das ofensas a uma família do Seixal, à qual chamou de "bandidos".

André Ventura estranha a decisão e o timing do tribunal.

"Nós tivemos o país parado em agosto e a decisão do tribunal da Relação sai no primeiro dia de campanha oficial das autárquicas. Começam a ser coincidência a mais." afirma o líder do Chega.

André Ventura quer analisar melhor a decisão e diz que se fosse hoje faria o mesmo. Durante o discurso ironizou, num momento em que criticava o primeiro-ministro, por dizer que a carga fiscal no país compara bem com a Europa.

No comício na Maia, distrito no Porto, Ventura falou ainda do que chama de "perseguição ao Chega".

Os ataques à direita voltam a ser prato forte na Maia, um concelho liderado pelo PSD e CDS.

VEJA MAIS NOTÍCIAS SOBRE AUTÁRQUICAS

  • 2:29