Eleições Autárquicas

Autárquicas: Moedas ganha Lisboa "contra tudo e todos", Medina assume responsabilidade pelo resultado

Carlos Moedas é o próximo presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

Há 14 anos que a câmara da capital fugia ao PSD e foi Carlos Moedas quem conseguiu reconquistar a autarquia para terreno laranja. O candidato do PSD diz que ganhou "contra tudo e todos".

"Iniciamos um novo ciclo, novos tempos, e eu acredito profundamente que este novo ciclo começa em Lisboa, mas não vai acabar em Lisboa", disse Carlos Moedas.

O líder do PSD, Rui Rio, reconhece que Moedas não vai ter a vida facilitada e que terá de "encontrar as pontes necessárias para conseguir aprovar os diplomas"

O derrotado Fernando Medina assume que resultado é da sua inteira responsabilidade e classifica a derrota como "pessoal e intransmissível".

"Por um voto se ganha por um voto se perde. A democracia expressa-se pelo voto do povo que decide quem governa, mas faz-se também nos gestos de festejo e nos gestos de concessão. O engenheiro Carlos Moedas ganhou as eleições à Câmara Municipal de Lisboa e merece as felicitações indiscutiveis", disse Medina.

Medina não devenda se fica como vereador e não diz se a derrota compromete uma eventual candidatura à liderança do PS.

► SAIBA TUDO O QUE SE PASSOU NA NOITE DAS AUTÁRQUICAS

QUEM GANHOU AS ELEIÇÕES NA SUA LOCALIDADE?

► VEJA MAIS:

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia