Coronavírus

Macau impede entrada nos casinos de visitantes da província chinesa de Hubei

Jason Lee

Surto de pneumonia viral causou 56 mortos.

O governo de Macau anunciou hoje que vai impedir a entrada nos casinos dos visitantes que, nos últimos 14 dias, tenham estado na província chinesa de Hubei.

"A partir de amanhã [segunda-feira] , todas as pessoas que nos últimos 14 dias tenham entrado em Hubei vão ser impedidas de entrar nos casinos", afirmou, em conferência de imprensa, o secretário para a Administração e Justiça.

Por outro lado, todos os visitantes oriundos de Hubei terão de apresentar uma declaração médica para entrar no território, numa medida que entrará em vigor também na segunda-feira.

"A declaração deverá ser passada por uma entidade oficial para confirmar que a pessoa em causa não está infetada com o novo tipo de coronavírus", disse André Cheong.

Já a secretária para os Assuntos Sociais e Cultura indicou que, a partir das 09:00 de segunda-feira (01:00 em Lisboa), todos os visitantes oriundos de Hubei serão contactados e se não tiverem sintomas poderão voltar à China, mas "com algum sintoma deverão permanecer obrigatoriamente num centro de isolamento para respetivo tratamento".

O anúncio destas novas medidas surge depois de terem sido registados em Macau cinco casos de residentes de Wuhan infetados com o novo tipo de coronavírus.

Atualmente, encontram-se em Macau desde 01 de dezembro passado e até às 00:00 de hoje (04:00 em Lisboa) 2.132 pessoas da província de Hubei, das quais 1.390 provenientes de Wuhan, incluindo este número turistas individuais, alunos, trabalhadores não residentes, pessoas a visitar familiares, e indivíduos em excursões, de acordo com um comunicado oficial.

O novo coronovírus detetado em Wuhan no final do ano infetou mais de duas mil pessoas e provocou pelo menos 56 mortos na China, segundo o balanço mais recente da Comissão Nacional de Saúde chinesa.

Além da China continental, há quase meia centena de infeções confirmadas em Macau, Hong Kong, Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, França, Austrália e Canadá.

As autoridades chinesas alertaram que o país está no ponto "mais crítico" quanto ao controlo do vírus e suspenderam transportes, cancelaram celebrações do Ano Novo Lunar e colocaram em quarentena 13 cidades.

Os sintomas associados à infeção causada pelo coronavírus com o nome provisório de 2019-nCoV são mais intensos do que uma gripe e incluem febre, dor, mal-estar geral e dificuldades respiratórias, como falta de ar.

  • Sporting perde no prolongamento e é eliminado da Liga Europa

    Liga Europa 2019/2020

    "Leões" perderam por 4-1 no terreno do Basaksehir.

    Em atualização

    SIC Notícias

  • FC Porto cai no Dragão e está fora da Liga Europa

    Liga Europa 2019/2020

    "Azuis e brancos" voltaram a perder com o Bayer Leverkusen, desta vez por 3-1.

    Em atualização

    SIC Notícias