Coronavírus

Funerária recorre a solução insólita para fazer funeral às vítimas do coronavírus

Inquam Photos

Propagação do novo coronavírus na cidade de Haro, em Espanha, terá começado num funeral

Especial Coronavírus

Espanha é neste momento o segundo país da Europa que regista mais casos de infeção por coronavírus, com cerca de 1.700 pacientes infetados e 36 mortes.

Com um risco de contágio elevado, uma funerária espanhola tomou uma decisão insólita: começar a transmitir os enterros através de plataformas de streaming, avança o site do diário El Español.

A empresa, localizada na cidade de Haro, uma província de La Rioja no norte de Espanha," recusa enterrar mortos ainda infetados com coronavírus", sem que estes passem pelo período obrigatório de quarentena, devido ao risco de contágio.

De acordo com o jornal espanhol, a propagação do novo coronavírus na cidade de Haro, terá iniciado, precisamente, num funeral, quando cerca de 30 pessoas viajaram até El Salvador de Vitoria, uma cidade a cerca de 30 quilómetros de distância, para assistirem ao enterro de um homem de 40 anos, infetado com o Covid-19.

Sendo os funerais uma ocasião onde se partilham cumprimentos calorosos, o que faz com que o risco de infeção seja elevado, cada vez menos pessoas comparecem aos enterros da cidade, e os que estão presentes apostam no distanciamento social.

Veja também:

  • Uma Casa Cheia
    13:06