Coronavírus

Governo apela para que ninguém faça deslocações "que não sejam absolutamente necessárias"

Apelo feito pelo ministro da Administração Interna.

Especial Coronavírus

Eduardo Cabrita apelou este domingo para que ninguém faça deslocações "que não sejam absolutamente necessárias", considerando que apenas se justificam as saídas para trabalhar, comprar comida ou visitar idosos ou outras pessoas dependentes que precisem de assistência, por exemplo.

Aos jornalistas, o ministro anunciou ainda as medidas extraordinárias para evitar a propagação do novo coronavírus em Portugal, que já registou 245 infetados.

A proibição do consumo de bebidas alcoólicas na via pública e a realização de eventos com mais de cem pessoas estão entre as medidas.

Veja também: