Coronavírus

EPAL suspende cortes de água durante estado de alerta

Empresa responsável pelo abastecimento de água de Lisboa apela a que os cidadãos recorram ao telefone e internet e evitem deslocações às lojas.

Especial Coronavírus

A Empresa Portuguesa das Águas Livres (EPAL), responsável pelo abastecimento de água à cidade de Lisboa, decidiu suspender os cortes no fornecimento de água, durante o estado de alerta devido à pandemia de Covid-19, foi hoje anunciado.

“No seguimento da situação de estado de alerta que o país atravessa devido à pandemia provocada pelo Covid-19, a EPAL decidiu suspender, temporariamente, os cortes de água”, informou a empresa, em comunicado.

Apelando ao cumprimento das indicações da Direção-Geral da Saúde de que se evite ao máximo deslocações, a EPAL relembrou que os seus clientes têm ao dispor uma linha telefónica de atendimento, tal como uma aplicação para telemóvel e o ‘website’, onde podem “resolver qualquer questão relacionada com o serviço prestado, sem sair do conforto de sua casa”.

Atualmente, a empresa mantém apenas a sua loja dos Restauradores aberta (entre as 08:30 e as 13:30 e das 14:30 às 19:30), tendo já encerrado provisoriamente o balcão de atendimento na Loja do cidadão das Laranjeiras, bem como os espaços do Museu da Água.

Os mais recentes números da pandemia

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal há 448 pessoas infetadas até hoje, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS), e a primeira morte registou-se na segunda-feira, tratando-se de um homem de 80 anos, com "várias patologias associadas" que estava internado há vários dias no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, convocou uma reunião do Conselho de Estado para quarta-feira, para discutir a eventual decisão de decretar o estado de emergência.

Portugal está em estado de alerta desde sexta-feira, e o Governo colocou os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Entre as medidas para conter a pandemia, o Governo suspendeu as atividades letivas presenciais em todas as escolas, e impôs restrições em estabelecimentos comerciais e transportes, entre outras.

O Governo anunciou também na segunda-feira o controlo de fronteiras terrestres com Espanha, passando a existir nove pontos de passagem e exclusivamente destinados para transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham que se deslocar por razões profissionais.

SIGA AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

Veja também:

  • 140 mortos e 6.408 casos de Covid-19 em Portugal

    Coronavírus

    O último balanço da DGS refere a existência de 140 mortes e 6.408 infetados com o novo coronavírus em Portugal. Mais 21 óbitos e 446 casos em relação a ontem, o que representa um aumento de 7,5% no número de casos. Arrancou hoje um programa de testes à Covid-19 em todos os lares de idosos do país. A medida do Governo visa evitar novos focos de contágio. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias