Coronavírus

Rússia vai enviar especialistas e equipamento para Itália

Stephane Mahe

Rússia e Itália em cooperação estreita no combate ao surto de Covid-19.

Especial Coronavírus

A Rússia vai enviar para Itália especialistas e equipamento para ajudar no combate ao novo coronavírus, após um recorde de perto de 800 mortos nas últimas 24 horas na península, anunciou o Kremlin.

O Presidente russo, Vladimir Putin, "confirmou a vontade da Rússia de fornecer a assistência necessária (...) e deu pormenores concretos" numa conversa telefónica hoje com o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, segundo um comunicado do Kremlin citado pelas agências noticiosas russas.

A Rússia vai enviar nomeadamente "meios de proteção, sistemas móveis (...) para a desinfeção por aerossóis dos transportes, equipamentos médicos", assim como "especialistas para auxílio nas zonas mais afetadas" pela pandemia, precisa o comunicado. Os dois dirigentes acordaram "uma cooperação estreita na luta contra o coronavírus", adianta.

O anúncio ocorre numa altura em que a Itália registou um novo recorde de mortes em 24 horas, com mais 793 mortos, o que eleva para 4.825 o número total de vítimas mortais da covid-19 no espaço de um mês, segundo os dados da proteção civil.Na Rússia estão registados 306 casos da covid-19, não existindo ainda mortos.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A COVID-19

Veja também: