Coronavírus

Primeiro jogador infetado com coronavírus na liga inglesa já está recuperado

Leila Coker

Hudson-Odoi estava a ser um dos jogadores regularmente utilizados por Lampard no Chelsea quando o campeonato foi suspenso.

Saiba mais...

O extremo do Chelsea Callum Hudson-Odoi, primeiro jogador infetado com covid-19 na liga inglesa de futebol, está "completamente recuperado", garantiu esta sexta-feira Frank Lampard, treinador do clube londrino.

"Falei com ele ao longo da primeira semana em que ficou doente e foram momentos estranhos. Felizmente, não sofreu muito, pelo que estamos felizes por já ter ultrapassado esta situação", disse o treinador dos 'blues', citado pela BBC.

Hudson-Odoi, internacional inglês de 19 anos, estava a ser um dos jogadores regularmente utilizados por Lampard quando o campeonato foi suspenso devido à pandemia de covid-19, em 13 de março, numa altura em que o Chelsea seguia em quarto lugar.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 572 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 26.500. Dos casos de infeção, pelo menos 124.400 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, registaram-se 76 mortes e 4.268 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Veja também:

  • Covid-19: os números da vacinação em Portugal e no Mundo

    Vacinar Portugal

    Já foram aplicadas mais de 1 milhão de doses de vacina em Portugal e o destino da maioria foi para pessoas com mais de 80 anos. O ritmo médio semanal dos últimos dias abrandou ligeiramente. Portugal é agora o 8.º país da União Europeia com mais doses administradas (14.ª se considerarmos os Estados-membros com mais vacinas completas). Veja os gráficos interativos do maior e mais rápido processo de vacinação mundial (pelo menos 101 países já o iniciaram)

    Bruno Castro Ferreira e Sofia Miguel Rosa