Coronavírus

Fernando Alonso doa 300 mil máscaras e outro material de proteção contra a Covid-19

VALDRIN XHEMAJ

Antigo campeão de F1 é embaixador da UNICEF.

Saiba mais...

O espanhol Fernando Alonso, antigo campeão mundial de Fórmula 1 e atual campeão do mundo de resistência, doou hoje 300.000 máscaras e quatro mil 'kits' de proteção sanitária às equipas que combatem a covid-19 naquele país.

A doação foi feita na condição de embaixador da UNICEF e comunicada através da rede social Twitter.

"Obrigado por estares sempre do lado de quem mais precisa. A tua solidariedade e empatia emocionam-nos", pode ler-se numa mensagem de agradecimento da UNICEF Espanha.

O campeão do mundo de F1 em 2005 e 2006, agora com 38 anos, agradeceu, também no Twitter, o "trabalho incansável neste momento delicado" e pediu mais donativos para apoiar aquela agência da ONU destinada a apoiar crianças necessitadas.

Mais de 800 mil infetados, 40 mil mortos no mundo

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 800 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 40 mil, segundo o balanço das 17h00 de hoje.

Dos casos de infeção, pelo menos 163 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com quase 439 mil infetados e mais de 27.500 mortos, é aquele onde se regista atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 11.591 mortos em 101.739 casos confirmados até segunda-feira.

Espanha é o segundo país com maior número de mortes, registando 8.189, entre 94.417 casos de infeção confirmados até hoje, enquanto os Estados Unidos são o que tem maior número de infetados (164.610).

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, conta com 81.518 casos (mais de 76 mil recuperados) e regista 3.305 mortes.

Além de Itália, Espanha e China, aos países mais afetados são os Estados Unidos, com 3.170 mortes (164.610 casos), a França, com 3.024 mortes (44.450 casos), e o Irão, com 2.898 mortes reportadas até hoje (41.495 casos).

O número de mortes em África subiu para 173 nas últimas horas, com os casos confirmados a ultrapassarem os 5.000 em 47 países, de acordo com as mais recentes estatísticas sobre a doença no continente.

Sobe para 160 o número de mortos por Covid-19 em Portugal, mais de 7 mil casos

Portugal regista hoje 160 mortes associadas à covid-19, mais 20 do que na segunda-feira, e 7.443 infetados (mais 1.035), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA