Coronavírus

Mais de 10 mil mortos em Espanha e um novo máximo diário de vítimas mortais

Nacho Doce

É o terceiro país mais afetado pela pandemia.

Especial Coronavírus

Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 950 mortes - o valor mais alto num só dia desde o início da pandemia e o sexto dia consecutivo com mais de 800 vítimas mortais - e mais 8.102 casos de Covid-19.

O balanço de vítimas do novo coronavírus em território espanhol ascende agora a 110.238 infetados e 10.003 vítimas mortais.

Na totalidade do país já passaram por unidades de saúde ou estão hospitalizadas 54.113 pessoas, das quais 6.092 em unidades de cuidados intensivos. 26.743 pessoas tiveram alta e estão curadas.

A região com mais casos positivos de covid-19 é a de Madrid, com 32.155 infetados e 4.175 mortos, seguida pela da Catalunha (21.809 e 2.093), a de Castela-Mancha (7.682 e 854), a de Castela e Leão (7.355 e 641) e a do País Basco (7.317 e 412).

Espanha é atualmente o segundo país com mais vítimas mortais por Covid-19, só atrás de Itália, que contabiliza 13.155.

A maior subida de desempregados num só mês desde que há registo

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego espanhóis aumentou em 302.265 pessoas em março, alcançando um total de 3,54 milhões, o maior aumento da história de Espanha, explicado pelo impacto da Covid-19.

Por outro lado, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho, Migrações e Segurança Social de Espanha, 833.979 pessoas deixaram de descontar para a Segurança Social, o que também significa a maior descida mensal do número de inscritos, que no final de março eram 18,4 milhões de pessoas.

Susana Vera

Situação nos hospitais de Espanha "é um inferno"

Espanha é neste momento o terceiro país do mundo mais afetado pela pandemia do novo coronavírus. Vários hospitais atingiram o limite e há falta de materiais de proteção individual.

Bebé com 20 dias infetado em Espanha

Um bebé com apenas 20 dias está infetado com o novo coronavírus em Espanha. Nasceu a 12 de março, ainda antes de ser decretada a quarentena no país.

A mãe, apesar de não apresentar sintomas, foi sujeita ao teste de despiste por fazer parte do grupo de risco. Só soube do resultado oito dias depois do parto, segundo o El Mundo. A análise deu positiva.

Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre o novo coronavírus