Coronavírus

Os últimos dados da Covid-19 em Portugal e o risco de transmissibilidade

A análise ao indicador fundamental para a reabertura do país.

Especial Coronavírus

O número de novos casos diminuiu nas últimas 24 horas. Há hoje mais 295 infetados. É uma subida de 1,2%. Desde o início da pandemia foram confirmados 25.351 casos de Covid-19.

Um sinal positivo é a grande redução do número de internados. São agora 892 pessoas, menos 76 do que ontem.

Nos cuidados intensivos há menos 18 doentes, no total são 154.

O número de recuperados subiu para 1.647, mais 128 pessoas do que ontem.

Hoje é ultrapassada a barreira dos mil mortos. São agora 1.007 vítimas mortais, mais 18 do que ontem.

Risco de transmissibilidade

Há outro indicador fundamental para a reabertura do país, o risco de transmissibilidade (RT), ou seja, quantas pessoas é que cada infetado pode contagiar, o que está representado nesta linha.

Considera-se que as restrições só podem ser levantadas com um RT abaixo de 1, em que cada infetado pode contagiar menos de 1 pessoa.

Ora como podem ver, este valor chegou a ser superior a 2, cada pessoa infetada contagiava outras duas, e foi isso que obrigou a ir fechando o país.

O risco de transmissão começa a descer no momento em que o Governo anuncia o fecho das escolas. Desce ainda mais quando os alunos passam a ficar em casa.

O risco de transmisssão volta a acontecer com a outra medida drástica, quando é anunciado o estado de emergência, e desce muito mais a partir desta linha, o dia em que entra em vigor.

Reparem que, nos últimos dias, e pelo menos até dia 26 de abril, o RT chegou a ser inferior a 1, o valor de que as autoridades precisam para a reabertura.

Mas este valor varia todos os dias e, ainda ontem, a Direção-Geral da Saúde referia que voltou a subir para um valor acima de 1.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19