Coronavírus

Covid-19: Antiviral Remdesivir pode reduzir o tempo de recuperação até 30%

Covid-19: Antiviral Remdesivir pode reduzir o tempo de recuperação até 30%

EUA autorizaram uso do medicamento para tratar a Covid-19.

Especial Coronavírus

Nos Estados Unidos, Donald Trump aprovou o uso de um medicamento antiviral para a Covid-19. O Remdesivir não cura, diz o fabricante, mas pode reduzir o tempo de recuperação até 30%.

EUA autorizaram uso de Remdesivir

Os Estados Unidos autorizaram esta sexta-feira o uso do medicamento antiviral Remdesivir para o tratamento de pacientes de covid-19, apesar de a farmacêutica que o produz ter advertido de que ainda não está comprovada a sua eficácia.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou hoje que o medicamento recebeu uma "autorização de emergência" da Administração Federal de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês).

"É um prazer anunciar que a Gilead tem agora uma autorização de emergência da FDA para o Remdesivir. E isso ocorre porque (...) é um tratamento importante para os pacientes hospitalizados com coronavírus", disse Trump.

Trump acrescentou que o medicamento tem um comportamento prometedor e que só será usado em meio hospitalar em doentes em estado grave.

O Presidente norte-americano falou acompanhado do diretor executivo da Gilead, Daniel O'Day, que se mostrou grato pela aprovação da FDA, acrescentando que sua empresa doará um milhão de doses de Remdesivir ao sistema de saúde.

ACOMPANHE AQUI AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS