Coronavírus

Autarca brasileiro de Manaus pede ajuda a Costa para responder à pandemia

Ricardo Moraes

Há 5.723 casos confirmados no Estado do Amazonas, um dos mais afetados.

Especial Coronavírus

O presidente da Câmara da cidade brasileira de Manaus, Arthur Virgílio Neto, pediu ajuda ao primeiro-ministro português, António Costa, queixando-se da falta de apoio do Governo de Brasília, para responder à pandemia da covid-19, noticiou hoje a TVI.

Numa reportagem emitida este sábado à noite pela estação televisiva, o autarca de Manaus, capital do Estado do Amazonas, afirmou que endereçou um vídeo ao primeiro-ministro português, que disse conhecer pessoalmente e a quem pediu ajuda, a que "tem faltado do Governo Federal" brasileiro.

Arthur Virgílio Neto reportou uma "situação de desespero", de "falta de meios para enfrentar convenientemente" a doença.

O Estado do Amazonas é um dos mais afetados no Brasil pela pandemia da covid-19, com 5.723 infetados e 476 mortos, de acordo com as estatísticas oficiais mais recentes.

Segundo dados do Ministério da Saúde brasileiro, o país contabiliza 91.589 casos confirmados de infeção e 6.329 mortes.