Coronavírus

Covid-19: Portugal com média de 44 mil testes feitos por milhão de habitantes

Piroschka Van De Wouw

O número e a média de testes realizados coloca Portugal "numa posição confortável em termos europeus".

Especial Coronavírus

Portugal já fez mais 459 mil testes de diagnóstico desde o início da pandemia da covid-19, correspondendo a uma média de 44 mil testes por milhão de habitantes, afirmou esta terça-feira o secretário de Estado da Saúde.

Na conferência de imprensa diária de acompanhamento da pandemia da covid-19, António Lacerda Sales considerou que o número e a média de testes realizados coloca Portugal "numa posição confortável em termos europeus".

O dia em que se fizeram mais testes foi 30 de abril, com "mais de 15 mil testes", referiu o governante, reconhecendo que aos fins de semana se têm feito menos testes, "não porque haja uma menor oferta, que se mantém constante, mas porque há uma menor procura, como, aliás, se compreende".

António Lacerda Sales afirmou que tem havido "um reforço constante e estabilizado do nível de testagem", apesar de flutuações nos números diários.

No dia 1 de maio, o número de testes foi de 12.501 e no dia 02, sábado, realizaram-se "mais de dez mil testes".

"No fim de semana, a procura foi menor e isso explicará o menor número de testes, mas houve uma recuperação, garantidamente, durante segunda-feira e terça-feira", salientou.

Portugal contabiliza 1.074 mortos associados à covid-19 em 25.702 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 11 mortos (+1%) e mais 178 casos de infeção (+0,7%).

Das pessoas infetadas, 818 estão hospitalizadas, das quais 134 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou de 1.712 para 1.743.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 251 mil mortos e infetou quase 3,6 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19