Coronavírus

Conselho de Ministros decide sobre festivais de verão

Ana Geraldes

Ana Geraldes

Jornalista

Em cima da mesa, estão ainda diplomas sobre a retoma das aulas e o alargamento dos apoios sociais.

Especial Coronavírus

É um "plano progressivo", dentro "que é possível fazer" "de maio a junho", antecipou a ministra da Cultura depois de uma reunião com os principais promotores de festivais de verão em Portugal. A decisão mais que esperada é que, em 2020, sejam cancelados. Alguns já anunciaram adiamentos, mas outros aguardam por aquilo que vai ser decidido pelo Governo.

Do Conselho de Ministros desta quinta-feira, deve sair também um diploma com algumas regras para o regresso às aulas para os alunos dos 11º e 12º anos, previsto para o dia 18 de maio. Foi, pelo menos, o que adiantou o secretário de Estado Adjunto do Primeiro-ministro, Tiago Antunes, numa entrevista ao Público e Rádio Renascença, garantido que "esta semana", as escolas já devem receber as orientações e deixando desde logo a resposta aos pais que dizem não se sentir confortáveis com o regresso às escolas dos filhos: quem não for às aulas, não terá falta injustificada.

A reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira acontece imediatamente antes do debate quinzenal, com a presença de António Costa no Parlamento e um dia depois do primeiro-ministro ter anunciado o alargamento de apoios sociais a trabalhadores em situações que considerou que eram "uma lacuna", como o caso dos sócios-gerentes de empresas. Algo em que a oposição tem vindo a insistir e que, depois de aprovado pelo Governo, deve voltar a ser falado no debate parlamentar.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO AS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS