Coronavírus

89% dos novos casos foram registados em Lisboa e Vale do Tejo

89% dos novos casos foram registados em Lisboa e Vale do Tejo

Dos 377 casos contabilizados nas últimas 24 horas, 336 dizem respeito à Região de Lisboa.

Especial Coronavírus

Na conferência de imprensa diária das autoridades de saúde, onde é feito do balanço da propagação do novo coronavírus em Portugal, Graça Freitas, diretora-geral da Saúde, revelou que segundo os dados das últimas 24 horas, em que foram registados 377 novos de Covid-19, 89% dizem respeito a pacientes da Região de Lisboa e Vale do Tejo, o que representa 336 novos casos.

A região de Lisboa e Vale do Tejo tem "números de incidência relativamente elevados" em relação ao resto do país, afirmou Graça Freitas.

"A situação em LVT tem sido acompanhada com muita atenção, porque de facto as outras regiões apresentaram uma tendência decrescente, até acentuada, e Lisboa uma tendência estável, mas com números de incidência relativamente elevados em relação ao restante país. Por isso é que em Lisboa temos focado a nossa atenção", acrescentou.

Segundo a diretora-geral da Saúde, tem sido dada "uma atenção enorme" ao serem testados "milhares de pessoas" e sublinhou que esta testagem "tem o grande objetivo de identificar os casos positivos que não estejam sintomáticos" e retirá-los do convívio habitual para os isolar, evitando que "as cadeias de transmissão se continuem a verificar".

DGS apela aos doentes infetados que cumpram o isolamento

Além da testagem, Graça Freitas destacou também a "grande intervenção" das autoridades de saúde, autarquias, segurança social e forças policiais que têm "assegurado e garantido" que as pessoas cumpram o isolamento.

A responsável frisou ainda que se trata de um "esforço comunitário muito importante para conseguir que a situação em Lisboa estabilize, comece a descer e acompanhe a do resto do país"

Desconfinamento na Grande Lisboa adiado

Na Área Metropolitana de Lisboa, as restrições só devem ser levantadas a 15 de junho, como garantiou o primeiro-ministo António Costa. A decisão vai será tomada na próxima terça-feira, altura em que se realiza a reunião do Conselho de Ministros.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta sexta-feira-feira a existência de 1.465 mortes e 33.969 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.455 para 1.465, mais 10, enquanto o número de infetados aumentou de 33.592 para 33.969, mais 377, o que representa um aumento de 1,1%.

O número de casos recuperados subiu de 20.323 para 20.526, mais 203.

Há 475 doentes internados, mais 47 em relação a ontem. 64 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, mais seis face a quinta-feira.

No Relatório de Situação divulgado esta sexta-feira, há, desde 1 de janeiro, um total de 334.923 casos suspeitos, dos quais 1.636 aguardam os resultados das análises e 299.318 testes que deram negativo.