Coronavírus

António Costa volta a criticar decisão do Reino Unido de excluir Portugal do corredor turístico

António Costa volta a criticar decisão do Reino Unido de excluir Portugal do corredor turístico

"Não há nenhum critério para que as pessoas não se sintam mais seguras em qualquer região portuguesa do que no Reino Unido".

Especial Coronavírus

O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a criticar a decisão do Governo britânico de excluir Portugal do corredor turístico sem quarentena.

"Não há nenhum critério para que as pessoas não se sintam mais seguras em qualquer região portuguesa do que no Reino Unido", defende Costa.


No encontro bilateral com o Presidente do Governo espanhol, em São Bento, António Costa diz que a escolha de apenas um indicador para medir o risco de contágio vai contra as boas práticas dos organismos europeus.

Portugal foi penalizado pelo Reino Unido por "falar a verdade"

O presidente do Turismo do Algarve considerou que Portugal foi "penalizado por falar a verdade" relativamente aos novos casos de covid-19, um dos critérios que levou à exclusão do país de um corredor aéreo com o Reino Unido.

"Fomos penalizados, claramente, por falarmos verdade. Quando comparamos o número de testes por 100 mil habitantes dos diferentes países percebemos que há países que foram privilegiados nesta nova condição que testam três, quatro vezes menos do que Portugal", afirmou João Fernandes.

Segundo aquele responsável, a decisão -- que implica que os britânicos tenham que cumprir quarentena no regresso ao país, se passarem férias em Portugal -, não se baseia "em factos", existindo vários fatores que não foram considerados.

Turistas britânicos no Algarve criticam decisão do Governo

Os britânicos que não desistiram das férias no sul de Portugal criticam a decisão do Governo.

Londres não recomenda viagens para Portugal, mas os voos de Inglaterra continuam a trazer passageiros. Muito menos, no entanto, do que seria normal para o pico do verão.