Coronavírus

Covid-19. Bélgica coloca Lisboa na "zona vermelha"

Lisboa

Armando Franca

Portugal pertence ao "grupo laranja".

Especial Coronavírus

Portugal já estava a laranja, mas Lisboa surge agora a vermelho na lista dos destinos desaconselhados pela Bélgica devido à pandemia da Covid-19.

Além da capital portuguesa, só as cidades espanholas de Lérida, na Catalunha, e A Mariña, na Galiza, são consideradas de alto risco pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros belga.

Assim, quem regressar à Bélgica vindo destes destinos fica obrigado a triagem e quarentena obrigatória. Para o restante território português, a quarentena é voluntária mas recomendada a quem regressa à Bélgica.

A lista, sujeita a revisões regulares, dá luz verde (viagens sem restrições) à Alemanha, Áustria, França, Hungria, Itália, Luxemburgo, Letónia, Croácia, Holanda, Polónia, Roménia, Eslováquia, Suécia, Liechtenstein, Lituânia, Estónia, Bulgária, República Checa, Eslovénia e Suíça.

A Bélgica interdita atualmente ligações com quatro países europeus, colocados no "vermelho": Finlândia, Irlanda, Malta e Noruega.

Virginia Mayo

A Bélgica regista 62.210 casos confirmados de Covid-19, contabilizando, desde o início da pandemia no país, em fevereiro, 9.778 mortes.