Coronavírus

Vacina para a Covid-19: Universidade russa concluiu testes em humanos

Ivan Alvarado

Primeiros voluntários vão ter alta esta quarta-feira.

Especial Coronavírus

Os testes clínicos da vacina contra o novo coronavírus foram concluídos em voluntários da Universidade Sechenov, na Rússia, e os resultados da pesquisa comprovaram a eficácia do medicamento, disse a investigadora Elena Smolyarchuk à agência de notícias do país.

"A pesquisa foi concluída e provou que a vacina é segura. Os voluntários receberão alta nos dias 15 e 20 de julho", disse Smolyarchuk.

A primeira etapa da pesquisa sobre a vacina na Universidade Sechenov começou em 18 de junho, quando um grupo de 18 voluntários foi vacinado. O segundo grupo de 20 voluntários foi vacinado em 23 de junho.

Os voluntários permanecerão sob supervisão médica mesmo após receber alta.

Universidade da Austrália inicia testes em humanos

Cientistas australianos iniciaram esta segunda-feira testes em humanos de uma potencial vacina para a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Queensland.

"Estamos confiantes de que a questão de segurança não é uma preocupação neste caso. Como todos os testes de vacina, pode ser ou não bem-sucedida. Não há garantias, mas estamos confiantes que conseguiremos chegar a um resultado positivo", disse o co-líder do projeto, Paul Young.

Os voluntários receberam a primeira dose da vacina, mas os resultados preliminares só vão ser revelados em setembro.