Coronavírus

Acordo "é uma enorme responsabilidade para o país"

Os líderes europeus chegaram a acordo. No total, entre empréstimos e dinheiro a fundo perdido, Portugal vai poder receber mais de 45 mil milhões de euros.

Saiba mais...

Os líderes dos 27 chegaram a acordo para o Fundo de Recuperação da União Europeia.

O Conselho Europeu terminou na madrugada de terça-feira e aprovadou o fundo de 750 mil milhões de euros para responder ao impacto da pandemia de Covid-19.

Do Fundo de Recuperação, 390 mil milhões de euros serão então atribuídos em subvenções (transferências a fundo perdido) e os restantes 360 mil milhões em forma de empréstimo.

Para agradar aos designados países 'frugais', o montante total das subvenções baixou consideravelmente, face aos 500 mil milhões de euros inicialmente propostos.

No total, entre empréstimos e dinheiro a fundo perdido, Portugal vai poder receber mais de 45 mil milhões de euros. Mas António Costa avisa o país tem que saber usar o dinheiro e não pode desperdiçar esta oportunidade.

"É uma responsabilidade saber usar bem o dinheiro"

Durante uma visita a Monte Redondo, o Presidente da República falou sobre o Conselho Europeu e sobre a verba destinada a Portugal.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, Portugal nunca recebeu tanto dinheiro da União Europeia e, por isso, deve saber aproveitá-lo da melhor forma.

"É um bom acordo, um acordo forte, o acordo certo para a Europa"

Depois da "maratona que terminou em sucesso", à saída da reunião, o presidente do Conselho Europeu afirmou que este "é um bom acordo, um acordo forte, e é o acordo certo para a Europa neste momento".

Charles Michel acrescentou ainda que "este acordo" será visto "como um momento decisivo no trajeto da Europa".