Coronavírus

Festa do Avante. PCP divulga medidas sem acordo da DGS

Nenhuma das medidas de segurança divulgadas até agora pelo PCP para a Festa do Avante tem a validação da DGS. O partido só entregou o Plano de Contigência esta sexta-feira, depois de ter dito à SIC que ainda estava a elaborar o documento.

Especial Coronavírus

O Partido Comunista Português passou os últimos dias a divulgar medidas que quer implementar na Festa do Avante, para cumprir as regras de Saúde Pública. Mas a SIC sabe que nenhuma delas teve luz verde da DGS, incluindo a vontade de receber 33 mil pessoas por dia na Quinta da Atalaia.

O PCP tem-se antecipado à Direção-Geral de Saúde e divulgado medidas avulso. Aliás, até meio da tarde desta sexta-feira, ainda não tinha enviado o Plano de Contingência à DGS. Questionado pela SIC, os comunistas adiantaram que estavam a elaborar o documento e não sabiam quando iam entregá-lo. Não demorou muito. Quatro horas depois da SIC contactar o PCP, a DGS enviou um comunidado às redações a dar conta que recebeu o Plano de Contigência.

Nos últimos dias, a DGS tem feito várias perguntas ao Partido Comunista sobre as regras que pretende aplicar na Festa do Avante. A resposta a estas dúvidas ainda não chegou. A SIC também questionou o partido sobre as regras de segurança que pretendem aplicar, mas o pedido de entrevista foi recusado.

Comunicados e artigos no Jornal Avante são as formas previligiadas de comunicação do partido. Há duas semanas que nenhum membro do PCP fala de viva voz sobre a Festa do Avante.

Veja também:

  • 2:34