Coronavírus

Militares portugueses entregam 200 kits de colheita para testes à Covid-19 no Afeganistão

Charles Krupa

Está montado um hospital da base militar no Aeroporto Internacional Hamid Karzai, em Cabul.

Especial Coronavírus

Os militares do Exército Português, integrados na missão da NATO "Resolute Support", no Afeganistão, entregaram 200 kits de colheita para testes à Covid-19 no hospital da base militar do Aeroporto Internacional Hamid Karzai, em Cabul.

Em comunicado hoje divulgado, o Exército explica que a entrega deste material, doado por esta força militar, permite reforçar a capacidade de recolha e teste PCR ao SARS CoV-2 na base militar, contribuindo para o esforço no combate e rastreio da Covid-19.

Na base militar deste Aeroporto estão presentes cerca 52 nações, perfazendo cerca de 4000 pessoas, militares e civis.

O 5.º Destacamento de Apoio Nacional do Exército Português, que fez a entrega, tem por missão prestar apoio administrativo logístico a todos os militares portugueses presentes no Afeganistão e é constituída por uma equipa de um médico e um enfermeiro, que prestam os cuidados de saúde aos militares portugueses.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 770.429 mortos e infetou mais de 21,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.779 pessoas das 54.234 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.
A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.