Coronavírus

Estado da União. "Está na altura de construir um sistema de saúde europeu mais forte"

OLIVIER HOSLET

Presidente da Comissão Europeia quer nova política de saúde europeia reforçada.

Especial Coronavírus

A presidente da Comissão Europeia defendeu esta quarta-feira, durante o seu primeiro discurso do Estado da União, em Bruxelas, que a crise da pandemia da covid-19 deixou claro que chegou o momento de construir uma União da Saúde Europeia reforçada.

As propostas da Presidente da Comissão Europeia

Discursando no Parlamento Europeu, Ursula von der Leyen apontou que, para tornar essa nova política de saúde europeia reforçada uma realidade, o primeiro passo proposto pelo seu executivo é "reforçar e dar mais poder à Agência Europeia do Medicamento e ao Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças".

"Como segundo passo, vamos construir uma BARDA europeia, uma agência para investigação avançada no campo da biomedicina", disse, referindo-se à autoridade norte-americana nesta matéria, com o objetivo de "apoiar e reforçar a capacidade e prontidão" da UE para responder a ameaças e emergências transfronteiriças.

Segundo Von der Leyen, a crise da covid-19 tornou também evidente que a Europa precisa de "constituir reservas estratégicas para lidar com as dependências da cadeia de abastecimento, nomeadamente para os produtos farmacêuticos".

"E como terceiro passo, é claro como nunca que devemos discutir a questão das competências médicas. E penso que é uma tarefa urgente, e deve ser abordada na conferência sobre o Futuro da Europa", prosseguiu, referindo-se ao facto de a pandemia da covid-19 também ter mostrado que Bruxelas tem poderes muito limitados em questões de saúde, uma competência quase exclusiva dos Estados-membros.

Por fim, a presidente da Comissão Europeia afirmou que, atendendo a que esta é uma crise global, "é necessário retirar as lições globais", anunciando que, em conjunto com o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, e com a presidência italiana do G20 no próximo ano, planeia organizar uma "cimeira global da saúde" em 2021 em Itália.

“Este é o momento da Europa”

A Presidente da Comissão Europeia pediu ainda aos Estados-membros uma “nova vitalidade” para liderar o caminho da saída da crise.

"É momento de a Europa liderar este caminho, passando da fragilidade para uma nova vitalidade e é sobre isso que gostaria de vos falar hoje", afirmou Ursula von der Leyen, no início da sua intervenção sobre o Estado da União.

"Digo isto porque nos últimos meses descobrimos os valores que temos em comum. [...] Mostrámos o que é possível quando confiamos uns nos outros e nas instituições europeias", acrescentou.

Ursula von der Leyen começou o discurso prestando homenagem aos serviços de saúde, que fizeram "milagres" perante um "vírus mil vezes mais pequeno que um grão de areia, que mostrou a fragilidade planetária".

O aviso: incerteza gerada pela pandemia não acabou

Von der Leyen aproveitou ainda o discurso para deixar ainda um aviso: a incerteza gerada pela pandemia não acabou e a economia de mercado da União Europeia é a resposta para fazer face aos problemas gerados pela pandemia, como o desemprego, doença e pobreza.

A primeira vez que o debate do Estado da União se realiza em Bruxelas

O Parlamento Europeu é hoje palco do discurso sobre o Estado da União, o primeiro realizado em Bruxelas.

  • 0:43