Coronavírus

Reino Unido regista 4.368 casos de Covid-19 num dia e Governo admite aceleração

Praça Soho em Londres 21 de setembro de 2020
Praça Soho em Londres 21 de setembro de 2020
FACUNDO ARRIZABALAGA

Números têm duplicado semanalmente.

O Reino Unido registou 4.368 novas infeções pelo novo coronavírus e 11 mortes devido a covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o ministério da Saúde britânico, que admitiu uma aceleração da pandemia.

No domingo tinham sido contabilizadas 3.899 novas infeções e 18 mortes, mas no sábado foram identificados 4.422 novos casos, o número mais alto desde maio.

O total acumulado no Reino Unido desde o início da pandemia da covid-19 passou hoje para 398.625 de casos de contágio confirmados e para 41.788 óbitos num período de 28 dias após um teste positivo.

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, admitiu hoje no parlamento não existir "dúvida de que este vírus está a acelerar".

Na sexta-feira passada, o instituto de estatísticas britânico ONS indicou que na semana de 03 a 10 de setembro tinham sido identificados 6.000 casos de covid-19 em Inglaterra, quase o dobro da semana anterior, uma tendência que as autoridades estão a observar no resto do Reino Unido.

Numa conferência de imprensa esta manhã, o principal assessor científico do Governo, Patrick Vallance, disse que, se este ritmo continuar, em meados de outubro o Reino Unido poderá registar 50 mil casos diários.

"Cinquenta mil casos por dia levaria a, um mês mais tarde, em meados de novembro, a 200 mortes ou mais por dia", avisou Vallance, alertando para a "rapidez com que isto pode evoluir se a duplicação continuar".

Vallance e o diretor geral de Saúde de Inglaterra, Chris Whitty, defenderam a necessidade de medidas para abrandar esta tendência.

O primeiro-ministro, Boris Johnson, vai fazer uma declaração oficial sobre a pandemia covid-19 no parlamento na terça-feira, após uma reunião do conselho de emergência, foi hoje confirmado oficialmente.

A reunião da manhã de hoje da Comissão para as Contingências Civis, conhecida por COBRA e responsável por determinar medidas para situações de emergência nacional, é a primeira desde 10 de maio.

A chefe do Governo autónomo da Escócia, Nicola Sturgeon, admitiu hoje que "vão ser aplicadas quase de certeza" nos próximos dias, enquanto que o Executivo do País de Gales anunciou um confinamento local nas regiões de Bridgend, Merthyr Tydfil, Newport e Blaenau Gwent a partir das 18:00 de terça.

Pandemia matou 961.531 pessoas no mundo

A pandemia do novo coronavírus fez mais de 961.531 mortos e mais de 31.110.400 casos de infeção em todo o mundo desde que a OMS declarou o surgimento da doença na China, no fim de dezembro, segundo um balanço feito hoje pela AFP.

Desde o início da pandemia,há pelo menos 21.082.500 doentes considerados curados.

Países mais afetados

Os países que registaram mais mortes nos mais recentes balanços são a Índia, com 1.130 óbitos, o Brasil (363) e a Argentina (254).

Entre os países mais duramente atingidos, o Peru é aquele que regista mais mortes em proporção da população, com 95 mortes por 100.000 habitantes, seguido pela Bélgica (96), a Bolívia (65), Espanha (65) e o Brasil (64).

  • Os Estados Unidos com 199.513 óbitos em 6.812.332 casos
  • Brasil, com 136.895 mortes, em 4.544.629 casos,
  • Índia, com 87.882 mortos (5.487.580 casos)
  • México, com 73.493 mortos (697.663 casos)
  • Reino Unido, com 41.759 mortos (394.257 casos).
  • China (sem os territórios de Hong Kong e Macau) comunicou oficialmente um total de 85.291 casos (12 novos entre domingo e hoje), entre 4.634 mortes e 80.484 curados.

A América Latina e as Caraíbas totalizavam hoje de manhã 323.894 mortes, em 8.759.032 casos e a Europa 225.515 mortes (4.865.103 casos).

Portugal com mais 8 mortes e 623 casos de Covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta segunda-feira a existência de um total de 1.920 mortes e 69.200 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.912 para 1.928 , mais 8 do que no domingo. O número de infetados aumentou de 68.577 para 69.200, mais 623.

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 7 internamentos, aumentando para 518 o número de pessoas com Covid-19 internadas nos hospitais, enquanto foi registada uma redução de 2 utentes nos cuidados intensivos, num total de 61.

De ontem para hoje recuperaram 140 doentes, pelo que 45.736 pessoas já superaram a infeção desde o início da pandemia em Portugal.

Últimas Notícias
Mais Vistos