Coronavírus

Número de infetados na Casa de Saúde do Telhal, em Sintra, sobe para 19

"Situação está controlada", garante o vereador responsável pela área da Saúde da Câmara de Sintra.

Especial Coronavírus

O número de pessoas infetadas com covid-19 na Casa de Saúde do Telhal, em Algueirão Mem-Martins, no concelho de Sintra, subiu hoje para 19, depois de terem sido feitos testes na instituição, onde foram inicialmente identificados 17 casos.

O vereador responsável pela área da Saúde da Câmara Municipal de Sintra (CMS), Eduardo Quinta Nova, confirmou hoje à agência Lusa que, depois de se terem realizado 94 testes, "apenas surgiram mais dois casos positivos".

"Podemos dizer que a situação continua controlada. Dos 94 testes realizados, temos apenas mais dois casos detetados, os dois em utentes, que fazem subir para 11 o número de utentes que testaram positivo", disse o vereador.

Apesar da "evolução positiva", Eduardo Quinta Nova dá conta de que estão a ser feitos mais 120 testes porque há a possibilidade de uma das profissionais infetadas ter estado em contacto com uma outra unidade desta instituição de saúde, para pessoas com doença mental.

"Hoje estão a ser feitos mais 120 testes numa outra unidade. Testou-se toda a unidade onde surgiram os primeiros casos, mas como uma das profissionais de saúde, ocasionalmente, também desempenhava serviço noutra ala, por precaução esta vai também ser testada, embora não haja ninguém com sintomas", ressalvou o autarca.

O foco de contágio na Casa de Saúde do Telhal foi detetado no final da semana passada, quando foram identificados nove utentes, dois colaboradores de enfermagem, um médico e cinco auxiliares infetados com covid-19.

Para já, entre os infetados, não há registo de qualquer situação clínica grave, e Eduardo Quinta Nova realça a importância de se ter atuado precocemente.

"É importante que tenhamos isolado rapidamente os casos positivos, pois é difícil, face à natureza desta instituição, não haver contágio. Estamos a falar de pessoas com doença mental, em que é mais difícil utilizarem máscara, manterem o afastamento, e há um risco acrescido", assume o responsável pela área da Saúde da Câmara de Sintra.

Eduardo Quinta Nova sublinha que a Casa do Telhal "é uma instituição bem preparada do ponto de vista do seu plano de contingência" e que a estratégia delineada tem produzido resultados nos vários equipamentos sociais do concelho onde são identificados casos de infeção.

"A partir do momento em que temos conhecimento de que há um caso, testamos imediatamente toda a gente, pois isso permite-nos separar as pessoas infetadas e confinar", explica o vereador.

Portugal regista mais 5 mortes e 899 casos de covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta sexta-feira a existência de um total de 1.936 mortes e 72.055 casos de covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.931 para 1.936 , mais 5 do que na quinta-feira. O número de infetados aumentou de 71.156 para 72.055, mais 899.

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 36 internamentos, aumentando para 624 o número de pessoas com covid-19 internadas nos hospitais, enquanto foi registado um aumento de um utente nos cuidados intensivos, num total de 86.

De ontem para hoje recuperaram 327 doentes, pelo que 47.003 pessoas já superaram a infeção desde o início da pandemia em Portugal.

Mais de 980 mil mortes e 33 milhões de infetados em todo o mundo

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a mais de 984.068 pessoas e 32.298.410 foram infetadas em 196 países e territórios desde o início da epidemia de covid-19, em dezembro de 2019, na cidade chinesa de Wuhan., segundo um balanço da agência AFP, hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa).

Pelo menos 22.141.000 pessoas já foram consideradas curadas pelas autoridades de saúde.

Na quinta-feira, foram registadas em todo o mundo 5.730 novas mortes e 312.068 novos casos de infeção.

Países mais atingidos

Os países que registaram o maior número de novas mortes são a Índia com 1.141 novas mortes, os Estados Unidos (846) e o Brasil (831).

O Peru é o país que apresenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 97 mortes por 100.000 habitantes, seguido pela Bélgica (86), Espanha (67), Bolívia (67) e Brasil (66).

  • Estados Unidos são o país mais afetado em termos de mortes e casos, com 202.827 mortes para 6.979.937 casos, de acordo com o balanço da Universidade Johns Hopkins. Pelo menos 2.710.183 pessoas foram declaradas curadas.
  • Brasil, com 139.808 mortes para 4.657.702 casos
  • Índia com 92.290 mortes (5.818.570 casos)
  • México com 75.439 mortes (715.457 casos)
  • Reino Unido Unidos com 41.902 mortes (416.363 casos).
  • A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou oficialmente um total de 85.322 casos (oito novos entre quinta e sexta-feira), incluindo 4.634 mortes e 80.522 recuperações.

A América Latina e o Caribe totalizaram 332.701 mortes para 9.020.315 casos, Europa 228.459 mortes (5.128.975 casos), Estados Unidos e Canadá 212.113 mortes (7.128.683 casos), o Ásia 131.533 mortes (7.665.710 casos), Oriente Médio 43.622 mortes (1.883.757 casos), África 34.706 mortes (1.439.657 casos) e Oceânia 934 mortes (31.321 casos).

Links úteis

Mapa com os casos a nível global