Coronavírus

Covid-19. O ponto de situação na Europa e no mundo

Vincent West

Madrid é a primeira capital europeia a voltar ao confinamento.

Especial Coronavírus

Entradas e saídas de Madrid estão a ser fiscalizadas pelas autoridades. As únicas deslocações autorizadas são para trabalhar ou por motivos de saúde. Bares e restaurantes fecham mais cedo e está proibido o consumo de álcool na via pública.

Em Itália, a situação começa também a ser preocupante. O país está a registar mais de dois mil novos casos por dia. Já a partir de segunda-feira vai ser obrigatório o uso de máscara na rua.

Também na Rússia o número de novos casos continua a aumentar. São mais de nove mil nas últimas 24 horas. Apesar do aumento, o Governo afasta a possibilidade de um segundo confinamento.

No resto do mundo

Há países onde os números de contaminados com coronavírus continuam a subir, como a Índia e outros onde parte da população rejeita as normas impostas pelas autoridades.

Na Austrália, a primavera já começou. A temperatura média convida a uma ida à praia em cidades como Melbourne e nem as multas por não usar máscara na rua e por violar as regras de saúde pública o impediram.

Na Índia há 6,5 milhões de casos no total e mais de 100 mil mortos. Depois do confinamento imposto pelo Governo indiano, no final de março, a ordem agora é para reabrir mantendo regras como a distância física.

Sem novas vítimas mortais e apenas 10 novos contaminados, a China celebra a criação da República Popular com grandes quantidades da população a deslocar-se dentro do país para gozar os feriados. Este movimento é entendido pelas autoridades como uma prova de confiança na capacidade de o país controlar a propagação do coronavírus.

LINKS ÚTEIS

  • 0:57